TRIAGEM AUDITIVA DE IDOSOS: CARACTERIZAÇÃO DE UMA POPULAÇÃO EM AMBIENTE HOSPITALAR

Autores

Palavras-chave:

Idoso Fragilizado, Presbiacusia, Screening, Saúde Coletiva, Transtornos da Audição

Resumo

Introdução: A Organização Mundial da Saúde adverte que uma a cada quatro pessoas viverão com algum grau de perda auditiva até 2050. A identificação precoce, por meio da triagem auditiva, é o primeiro passo para lidar com esta questão de saúde pública. A perda auditiva relacionada à idade, a presbiacusia, é uma condição multifatorial que afeta mais de um terço da população idosa. O Ministério da Saúde recomenda a utilização do teste do sussurro como instrumento para triagem da acuidade auditiva no idoso. Objetivo: caracterizar idosos, que estavam internados em um hospital universitário do estado de Sergipe, e passaram por uma triagem auditiva oportunista por meio do teste do sussurro. Método: Trata-se de um estudo de coorte, do tipo observacional/epidemiológico. Foram incluídos na pesquisa os pacientes idosos, acima de 60 anos, com e sem queixas auditivas, orientados e com nível de consciência preservado. Resultado: Participaram do estudo 50 pacientes idosos internados, e 36% da amostra falhou no teste em pelo menos uma das orelhas.  Conclusão: O estudo mostra que a realização do teste do sussurro é rápida e que pode ser implementada tanto em ambiente hospitalar quanto em unidades básicas de saúde como forma de triagem auditiva em idosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-06-28

Como Citar

ROCHA DE SANTANA, Maria Rebeka et al. TRIAGEM AUDITIVA DE IDOSOS: CARACTERIZAÇÃO DE UMA POPULAÇÃO EM AMBIENTE HOSPITALAR. Revista Sergipana de Saúde Pública, [S. l.], v. 3, n. 1, 2024. Disponível em: https://www.revistasergipanadesaudepublica.org/index.php/rssp/article/view/80. Acesso em: 20 jul. 2024.